terça-feira, 12 de abril de 2011

O adeus a Tia Lea

Fonte : Reportagem de O GLOBO de 10/04/2011:

Tia Lea

RIO - Morreu neste domingo, na Casa de Saúde São José, no Humaitá, a empresária artística Lea Millon, que trabalhou com Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa e Maria Bethânia. Tia Lea, como era conhecida, tinha 81 anos estava hospitalizada desde o dia 28 de fevereiro, quando passou por uma cirurgia para corrigir uma fratura no fêmur, ocorrida após uma queda em uma calçada no Leblon. Durante a internação, ela sofreu um AVC, levando a complicações que causaram sua morte.

Lea Millon começou a trabalhar como empresária artística no final dos anos 1960, para ajudar as suas sobrinhas, Dedé e Sandra Gadelha, e seus então respectivos maridos, Caetano Veloso e Gilberto Gil, que estavam exilados em Londres. Lea esteve por trás também da reunião de Gal, Bethânia, Gil e Caetano nos Doces Bárbaros, em 1976.

De família grande, Gadelha era seu nome de solteira, com raízes no Ceará - apesar de nascida em Rio Branco, no Acre, onde, na infância, antes de se mudar para Salvador, foi vizinha de João Donato -, ela também é tia da atriz Patrícia Pillar e das cantoras Marina Lima e Luiza Possi (esta, filha de seu sobrinho, o produtor Liber Gadelha, com a cantora Zizi Possi). Após esse começo improvisado, movido pelo endurecimento da ditadura militar, ela tomou gosto pela coisa. Trocou a vida de dona-de-casa pela de empresária e produtora, virando uma eminência parda da MPB.

Querida no meio musical, onde era tratada por todos como Tia Lea, foi imortalizada por Jorge Ben Jor em verso do sucesso "W/Brasil (Chama o síndico)": "Alô, alô, Tia Lea / Se tiver ventando muito, não venha de helicóptero".

Em 2007, Lea Gadelha Millon foi homenageada em Roma, na abertura da série "Brasil memórias", no Teatro Sistina, evento organizado pela Associazione Culturale Italo-Brasiliana Vinicius de Moraes.

Postamos, abaixo, o sucesso de Jorge Ben Jor, W/Brasil.

Para ver a letra da muhsica, clique aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário