domingo, 5 de fevereiro de 2012

Sambas-enredo antológicos

Aula de SambaContinuando nesse ritmo de Carnaval, no mês de fevereiro, vamos postar alguns Sambas-enredo que marcaram época.

Carnaval 1982: O Império Serrano sai do último para o primeiro lugar, com o enredo "Bum, bum, paticumbum, prugurundum", que criticava as "Escolas de Samba S.A.". Naquele ano foi proibida a presença de destaques nos carros alegóricos. Beija-flor e Imperatriz Leopoldinense desrespeitam a regra e perderam pontos.

Também de 1982, da União da Ilha do Governador, o samba "É hoje", composto por Didi e Mestrinho, e cujo enredo foi desenvolvido pelo carnavalesco Max Lopes. Por ser um dos mais populares samba-enredo de todos os tempos, e para dar força a escola de samba, foi reeditado pela mesma União da Ilha do Governador, para sua apresentação no carnaval 2008, agora com um novo carnavalesco: Jack Vasconcelos e rebatizado como: “É hoje o dia”.

Em 1984: Este carnaval teria duas campeãs. Uma para cada dia (domingo e segunda-feira). Para eleger uma só campeã inventaram que no sábado seguinte haveria um supercampeonato com as três melhores de cada dia. As escolas estrearam o "Sambódromo", como ficou popularmente conhecido, em dois dias de desfile. O desafio enfrentado pelas escolas foi a praça da Apoteose, um local muito amplo que faziam as escolas se desmontarem todas. A Portela foi a campeã do domingo. A Mangueira venceu na segunda-feira e resolveu ignorar a praça da Apoteose. Quando a escola toda havia entrado nela, livre do julgamento, deu meia-volta e voltou pela avenida, levando o povo ao delírio.

O Samba-enredo da Portela, em 1984, foi “Contos de Areia”.

A evolução da escola em muito depende do andamento do samba e seu desenrolar na avenida: algumas escolas preferem deixar o samba mais calmo, outras mais agitado. Tudo depende de seu estilo de desfile que pode mudar de carnaval para carnaval.

Escolas de Samba que tradicionalmente se apresentam com uma quantidade muito grande de componentes, em geral usam uma batida mais rápida para acelerar o movimento dos foliões na avenida e manter a harmonia do conjunto.

Letras das Músicas:

Fontes:

  • Wikipédia
  • YouTube
  • Letras.terra.com.br
  • apoteose.com

Imagem:

  • Capa do disco “Aula de samba: a História do Brasil através do samba-enredo” (desenhada pelo cartunista Ziraldo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário